Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sábado, 26 de novembro de 2016

O que fazer quando morre um animal doméstico

Decidir o que fazer com os restos mortais dos animais domésticos pode ser um problema. No Luxemburgo não há cemitérios para animais e é proibido enterrá-los nas florestas.


Além de não existirem cemitérios para animais no Luxemburgo, um problema com que os amigos dos animais se têm debatido durante anos, “não é permitido enterrar os animais nas florestas”, explica Liliane Ferron, responsável do Asilo Nacional de Animais do Luxemburgo, em Gasperich.

Por esta razão, os proprietários acabam por enterrar os animais nas próprias casas. “Não há controlo”, lamenta a responsável do Asilo.

A proibição de enterrar corpos de animais em espaços públicos tem por base a preocupação com a saúde pública. Muitas áreas também têm leis que protegem as águas subterrâneas de uma possível contaminação e, portanto, proíbem o enterro perto de poços ou outras fontes de água.

A proibição pode ser contornada se os donos enterrarem as cinzas em vez dos restos mortais e avisarem a comuna onde residem.

Crematórios fronteiriços: uma solução alternativa

No Luxemburgo “não há crematórios especiais para animais, apenas na Bélgica, França e na Alemanha”, esclarece a também secretária geral adjunta e relações públicas da Liga Nacional para a Proteção dos Animais, Liliane Ferron.

Apenas empresas licenciadas e fiscalizadas pelos serviços veterinários do Luxemburgo estão autorizadas a recolher e transportar os cadáveres dos animais para os centros de processamento ou crematórios localizados nos países vizinhos.

Atualmente, apenas as empresas Cremanilux, Regenbogen Tierbestattung, Rendac C.E.S e Crémando estão autorizadas para este efeito, segundo os Serviços Veterinários do Luxemburgo.

Os custos da recolha e respetiva cremação são da responsabilidade dos donos dos animais.

Na empresa Regenbogen Tieberstattung, na Alemanha, por exemplo, o preço da cremação individual de um cão ou gato varia entre 131 e 231 euros, consoante o peso do animal. A este valor acresce o preço do transporte, calculado segundo o número de quilómetros percorridos.

Pássaros, roedores e cavalos também podem ser cremados neste centro alemão.

O preço inclui uma urna, que pode ser personalizada. Um acessório que pode ajudar a celebrar a memória do melhor amigo do homem.

Fonte: Jornal Contacto

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros