Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Poluição do ar alcança níveis perigosos em Cingapura

O índice de contaminação da cidade-Estado chegou ao máximo de 371 pontos, 71 acima do nível considerado perigoso
Bangcoc - A poluição do ar em Singapura atingiu níveis perigosos para a saúde nesta quinta-feira, por causa da fumaça originada nos incêndios florestais provocados na Indonésia para abrir espaço para as plantações.

 O índice de contaminação da cidade-Estado chegou ao máximo de 371 pontos, 71 acima do nível considerado "perigoso", o que aumentou o número de pacientes nos hospitais por problemas respiratórios, informou a imprensa local.

O primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsieng Loong, pediu aos cidadãos da ilha que permaneçam em suas casas e dentro dos edifícios e procurem sair o mínimo possível, após os piores índices de poluição atmosférica desde 1997, quando se chegou aos 266 pontos.

A partir de 200 pontos, o ar é considerado "muito insalubre" segundo os parâmetros de medição da poluição do ar.

Uma névoa paira entre os arranha-céus e na baía de Singapura, onde as primeiras nuvens de fumaça começaram a chegar na semana passada por causa dos incêndios provocados na ilha indonésia de Sumatra para o uso agrícola dos terrenos.

"Os trabalhadores devem usar máscaras protetores se precisarem trabalhar ao ar livre e, caso passem mal, têm o direito de deixar de trabalhar e descansar em um lugar fechado", afirmou o Congresso Nacional de Sindicatos cingapuriano em comunicado.

A névoa também afetou a visibilidade no golfo de Malaca, onde as embarcações tiveram que limitar a navegação durante a noite. A poluição também atingiu a Malásia, onde 211 escolas fecharam no sul do país devido ao nível de poluição atmosférica de 383 pontos.

A Indonésia culpou os investidores estrangeiros que possuem plantações em Sumatra pelos incêndios e pediu que os cingapurianos não reagissem como "crianças, com tanta agitação" por conta da fumaça.

Fonte: Exame

Um comentário:

  1. E em São Paulo? Temos exemplos negativos aqui perto de nós, infelizmente...

    ResponderExcluir

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros